Blog do Sena – Vitória da Conquista- Bahia

Sem campanhas de incetivo, procura por segunda dose contra Covid-19 é baixa em Vitória da Conquista

Foto: Divulgação/Secom/PMVC

A vacina contra a Covid-19 segue sendo aplicada na população de Vitória da Conquista. Mas, os números mostram que o ritmo continua lento na terceira maior cidade da Bahia.

De acordo com painel de vacinação divulgado pela Secretária Estadual de Saúde (SESAB), consultado na tarde desta terça-feira (22), Vitória da Conquista recebeu, até o momento, 109.116 doses da vacina contra a doença para a primeira aplicação. Desse número, 100.484 já foram aplicadas, o que corresponde a 92,1%.

O desempenho deixa a cidade como a 280ª que mais aplicou a primeira vacina na população. A posição coloca Conquista atrás de cidades mais populosas e que receberam mais doses da vacina como Feira de Santana, que aplicou 173.096 das 183.820 doses recebidas (94,2%), e de Salvador, que recebeu 968.103 doses e aplicou 966.660 (99,4%) na população.

Em relação a segunda dose, Vitória da Conquista aparece na 145ª posição. Foram aplicadas 39.499 das 47.080 doses recebidas, ou seja, 83,9%. O  baixo desempenho na vacinação na cidade pode ser atribuído a falta de divulgação ou até mesmo ao pouco incentivo por parte do Governo Municipal. Campanhas de conscientização para que a população procure um dos locais de vacinação quando chegar a sua vez não estão sendo realizadas de forma massiva.

A vacinação em todo Brasil teve início do mês de janeiro de 2021. Após quase seis meses de vacinação, a Secretária Municipal de Saúde, resolveu realizar um mutirão,  nesta terça-feira (22), até as 22h, para pessoas a partir de 53 em diante receberam a primeira dose.

Já para a  segunda dose, foi reservado o Ginásio da Igreja Nova Sião, no bairro Alto Maron, para as pessoas com datas agendas para o de 22 de junho ou datas anteriores, das 9h até ás 13h. No entanto, foi registrado uma baixa procura o que acende um alerta.

Mesmo sabendo da importância da vacina e de tomar a segunda, poucas pessoas compareceram para receber o imunizante. A baixa procura pode ser atribuída as fake News, constantemente divulgadas desde o começo da pandemia, a o receio dos efeitos colaterais ou até mesmo os festejos juninos, que mesmo com as recomendações das autoridades de saúde para não se aglomerar, muita gente deve ir para a zona rural ou mesmo para outras cidades da região.

Foto: Blog do Massinha

Em várias cidades da Bahia, como a própria capital ou até mesmo outras do interior do estado, já vinha sendo incentivado a vacinação, ao ampliar horários e promover mutirões para que o maior número de pessoas seja vacinado no dia.

Diferente da maioria das cidades baianas, a Prefeitura de Vitória da Conquista não utilizou suas redes sociais para incentivar o São João em casa e explicar a importância de não aglomerar neste momento da pandemia. Também não foi visto nenhuma postagem de incentivo a segunda dose que explicasse os possíveis efeitos colaterais e tranquilizasse a população, como pode ser observado nas redes sociais oficiais da Prefeitura de Salvador. No município de Bom Jesus da Lapa, por exemplo, a prefeitura está realizando o “Show de Prêmios”, com sorteios para quem tomar a segunda dose.

A situação da pandemia do novo coronavírus ainda não é confortável em Vitória da Conquista. A cidade é a terceira no ranking com maior número de casos ativos de Covid-19 na Bahia. Segundo a Sesab, são ao todo 511 munícipes com o vírus em atividade.

Além disso, a taxa geral de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) é de 90%, até a tarde desta terça-feira (22). Já a taxa geral de ocupação dos leitos clínicos é de 43,6%. Dos 148 leitos disponíveis para a Covid-19 (78 enfermarias e 70 leitos de Unidade de Terapia Intensiva), 53 estão ocupados por pacientes que moram em Vitória da Conquista.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também