Blog do Sena – Vitória da Conquista- Bahia

Rafael Nunes afirma que a OAB precisa de renovação “É um sentimento da categoria que a Ordem não se encontra no seu melhor momento”

As eleições da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), subseção de Vitória da Conquista, se aproximam, com data prevista para a segunda quinzena do mês de novembro. Com isso, o processo se acirra e as chapas em disputa agregam forças. Em Conquista, as duas chapas que disputam esse pleito são formadas por Luciana Silva (presidente) e Frederico Silveira (vice), que concorrem contra Jônatan Meireles (presidente) e Juliana Barros (vice).

Em entrevista ao Blog do Sena, Rafael Nunes, advogado e procurador-geral da Câmara Municipal de Vitória da Conquista, que compõe a chapa “Transforma OAB”, encabeçada por Jônatan Meireles, comentou sobre os anseios e expectativas da categoria e da própria chapa.

A outra chapa, encabeçada por Luciana Silva, agrega representantes tradicionais da advocacia, contando inclusive com o apoio de ex-presidentes da Ordem. Em contrapartida, Rafael Nunes afirma que Jônatas está preparado para o desafio. “Jônatan Meireles é um advogado experiente, jovem mas já com uma trajetória consolidada no exercício da advocacia”, afirmou.

Rafael reforçou a deferência que nutre pelos colegas de profissão que apoiam a chapa opositora, mas destacando que acredita na necessidade de renovação para a Ordem. “Tenho muito respeito aos ex-presidentes Gutemberg Macedo, Ubirajara Brito, Ronaldo Soares, mas John [Jônatas Meireles] ressaltou que se a OAB estivesse bem, não teria necessidade de apresentar o seu nome”.

O advogado também declarou que acredita em um sentimento geral da categoria de que a OAB “não se encontra em seu melhor momento”, adicionando ainda que a chapa que ele integra tem mais disposição para se portar de maneira combativa. “A OAB tem a chance de mudar os seus rumos, de colocar uma Diretoria mais orgânica, mais disposta para trabalhar, para incomodar juízes, incomodar Ministério Público, incomodar quando eu digo para garantir prerrogativas, garantir direitos, para a gente impedir retrocessos e acumular vitórias”, concluiu.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também