Blog do Sena – Vitória da Conquista- Bahia

“Os crimes que ocorreram após a morte dos policiais não têm a ver com a PM”, afirma Secretário de Segurança Pública

Foto: Blog do Sena

Com o intuito de informar a sociedade sobre os desdobramentos das investigações sobre a morte do tenente Luciano Libarino Neves e do soldado Robson Brito, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia convocou uma coletiva de imprensa para esta segunda-feira (19), no auditório do Batalhão, em Vitória da Conquista.

Além do secretário de Segurança Pública, Ricardo Mandarino, estiveram presentes Cel PM Paulo Coutinho, Comandante-Geral da PM/BA, Heloísa Campos Brito, Delegada-Geral da PC/BA, o Delegado responsável da 10ª Coorpin, o Delegado Titular da Delegacia de Homicídios, o Corregedor Geral da Secretaria de Segurança Pública e o Comandante de Policiamento Regional do Sudoeste, Coronel PM Ivanildo Silva.

Foto: Blog do Sena

Uma das grandes polêmicas têm sido os crimes ocorridos após os assassinatos tanto no distrito de José Gonçalves, onde os policiais foram mortos, quanto em Vitória da Conquista . O secretário voltou a reforçar que os homicídios não estão relacionados com a Polícia Militar e que a Polícia tem buscado conduzir as investigações com a maior lisura possível.

“Depois desse fato houveram vários crimes, que, até agora, não tem relação nenhuma com a morte dos dois militares que os ciganos mataram. Esses são homicídios que acontecem, porque nós vivemos em um estado violento. Estão tentando criar essa narrativa para desmoralizar a Polícia Militar e as forças de segurança”, afirmou Ricardo Mandarino.

O secretário disse ainda que o crime contra os policiais é um crime contra a própria sociedade. Ele ressaltou ainda que a dor e a revolta dos colegas policiais é legítima. “Ninguém para para pensar na dor dessas famílias e na dor dos colegas. É normal o sentimento de revolta dos colegas policiais militares perderem um colega que eles estimavam. Eles pensam ‘amanhã posso ser eu’, porque eles saem para trabalhar e não sabem se volta”, disse.

No momento do crime, ocorrido na última terça-feira (13), os policiais conduziam uma investigação à paisana.

Até o momento, 3 ciganos morreram em confronto com a Polícia Militar e outro está preso. A Polícia segue com as investigações a fim de localizar os demais envolvidos no crime.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também