Blog do Sena – Vitória da Conquista- Bahia

Em coletiva, Kairan Rocha diz que Decreto Municipal “não teve a intenção de enfrentar o Governador do Estado”

Foto: Blog do Sena

Vitória da Conquista teve uma piora na situação da pandemia do novo coronavírus durante o mês de março deste ano. Os dados foram apresentados pela prefeitura, durante uma coletiva de imprensa, realizada na tarde desta quinta-feira (15), no anexo do Memorial Régis Pacheco, na Praça Tancredo Neves.

De acordo com o Governo Municipal, o objetivo era e esclarecer os motivos que levaram o Comitê de Crise de Enfrentamento à Pandemia da Covid-19 alterar os horários de funcionamento das atividades econômicas da cidade, a partir do Decreto Municipal.

A entrevista coletiva contou com a participação da secretária municipal de saúde, Ramona Cerqueira, do coordenador do Comitês Gesto de Enfrentamento à pandemia da Covid-19, Rairan Rocha e  do bioestatístico Stenio Duarte.

Foram apresentados dados da pandemia em Vitória da Conquista coletados pelo núcleo de saúde da cidade. De acordo com os números, a cidade teve uma piora durante o mês de março em todos os quesitos da pandemia. Aumentou o número de óbitos, de pessoas contaminadas pelo coronavírus e da taxa de internação dos leitos clínicos e leitos de UTI de moradores da cidade.

Foto: Blog do Sena

Para se ter uma ideia do aumento da gravidade da situação da pandemia em Vitória da Conquista, no mês de março  foram registrados 3.100 casos confirmados de Covid-19, o maior número desde o início da pandemia no ano passado. Outra situação que preocupa é o número de residentes da cidade internados nos leitos clínicos e de UTI, que de acordo com o boletim da quarta-feira (14), são 57 internamentos. O número é considerado o maior  registrado durante um ano de pandemia.

De acordo com Kairan Rocha, foram esses números que levaram a prefeita a editar o decreto municipal. Ele afirma que essa gravidade aconteceu mesmo seguindo as restrições determinadas pelo Governo do Estado.

“Vitória da Conquista teve durante o mês de março uma piora em todos os seus números de mais de 30%. Então, hoje a gente está com o índice de internação de munícipes da Vitória da Conquista quase semelhante ao de munícipes de outros municípios. Onde, Vitória da Conquista sempre esteve com um número muito abaixo de munícipes internados em relação aos outros municípios da nossa região. Então, levando em consideração esses dados, nós sentamos e estudamos juntos com a equipe e levamos para a prefeita, discutimos com a prefeita, a possibilidade de propormos um decreto que a gente entende que conseguirá fazer ou evitar que a doença continue proliferando e sendo transmitida com a mesma velocidade que ela vinha”, explicou Rocha.

O coordenador do Comitê de Crise ainda ressaltou que o decreto municipal não teve a intenção de enfrentar ao Governo do Estado, mas salvar o maior número de vidas.

“A nossa intenção agora, esse último decreto que nós editamos, ele não teve a intenção de enfrentar o Governador do Estado, ele não teve a intenção de enfrentar qualquer que seja a autoridade de saúde, ele não teve a intenção de ser contrário a nada. Muito pelo contrário, ele teve a intenção de ser a favor de uma política de salvar  mais vidas”, esclareceu.

Kairan Rocha ainda declarou que a Prefeitura de Vitória da Conquista,  está aberta para o diálogo e apresentar os dados para o Governo do Estado.

“A gente precisa mais uma vez a forma aberta como a Prefeitura de Vitória da Conquista se coloca, a Secretária de Saúde e o Comitê. A gente está aqui aberto mais uma vez (…), a gente se coloca à disposição de discutir com a Secretaria de Saúde Estadual os dados que a gente tem , que o nosso núcleo de saúde ele obteve e nos mostra e nos faz tomar decisão”, concluiu.

 

 


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também