Blog do Sena – Vitória da Conquista- Bahia

Conquista: Confira o número de pacientes com Coronavírus internados nos hospitais do município; Afrânio Peixoto e Crescêncio Silveira também estão na lista

Random image

O crescimento dos casos de Coronavírus já fez com que algumas providências fossem adotadas por algumas instituição. Em Vitória da Conquista, alguns locais, como escolas, têm solicitado que os frequentadores voltem a usar máscaras. Os presídios de todo o estado estão com as visitas suspensas a fim de preservar a saúde de colaboradores e dos detentos.

O retorno das medidas preventivas ocorre em um momento em que os casos da doença voltaram a crescer em ritmo mais acelerado em decorrência dos festejos juninos. Nos primeiros 12 dias de julho, 1.470 casos da doença foram registrados. De acordo com os dados do último boletim epidemiológico, 100 pacientes estão internados no municípios, dos quais 68 estão em leitos clínicos e 32 leitos de UTI.

Dados obtidos com exclusividade pelo Blog do Sena mostram o número de pacientes internados nos hospitais da cidade. Somente no Hospital de Base 36 pacientes estão internados, dos quais 23 são de Vitória da Conquista; o hospital com o segundo maior número de internados é o HCC com 18 pacientes; no Hospital Esaú Matos o número de pacientes internados já chega a 12; no Hospital São Vicente 7 pacientes estão internados; no Hospital Samur 9 pacientes estão internados; no IBR 6 pacientes estão internados; no Samur 9 leitos estão ocupados com pacientes com Coronavírus; e na UPA 5 pacientes estão internados; o que chama a atenção é o internamento de pacientes que positivaram para o Coronavírus nos hospitais Afrânio Peixoto e Crescêncio Silveira, que são voltados respectivamente para o tratamento ortopédico e de saúde mental. O Hospital Unimec é o único da cidade que não consta na lista.

Apesar do crescimento acelerado de casos, 2 óbitos foram registrados pela doença. O número pode ser considerado bem abaixo do registrado em outros momentos da pandemia. O agravamento dos casos tem sido menor, especialmente, por causa da vacina que impede que os pacientes evoluam para a forma mais grave da doença.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também