Blog do Sena – Vitória da Conquista- Bahia

Conquista: Após jazz, vanerão e até poesia, hoje deve ter forró para valer no Espaço Glauber Rocha

Random image


O público que compareceu ao Espaço Glauber Rocha, durante o Arraiá da Conquista, esperava curtir o tradicional forró, típico do período junino. No entanto, até agora, as atrações principais entregaram apresentações de outros ritmos, deixando o conquistense decepcionado.

Na quinta-feira (23), a banda Amantes do Forró, que era a mais esperada da noite, não subiu ao palco por conta de desacordos na estrutura do evento e a produção. O cantor e multi-instrumentista Hermeto Pascoal, que tem um repertório voltado para arranjos e até mesmo para o jazz, não conseguiu agradar a maioria do público, que esperava dançar o bom é velho arrasta-pé. Ficou por conta da cantora Robertinha segurar as pontas e evitar que o público deixasse o local ainda mais irritado.

Na segunda noite (sexta-feira), se apresentou o cantor e poeta Jessier Quirino, que também é um grande nome da música nacional, mas cujas músicas também não têm a “pegada forrozeira” tão esperada pelo público. A cantora  Larissa Gomes foi a responsável por animar o público.

No último sábado (25), se apresentou o instrumentista e gaiteiro Renato Borgheti, que tem como ritmo o vanerão, dança típica do Rio Grande do Sul.

A noite deste domingo (26), que encerra o Arraiá da Conquista, ficou com a responsabilidade de redimir a falta de forró dos demais dias. Sobem hoje ao palco do Espaço Glauber Rocha a cantora Lucy Alves, e os cantores Edgar Mão Branca e o Rony Barbosa, cujos repertórios são formados pelo tradicional forró pé de serra. A expectativa é que as apresentações atendam às expectativas do público que está ansiando por dançar um forró após dois anos de pandemia.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também