Blog do Sena – Vitória da Conquista- Bahia

Conquista: Água continua chegando preta às torneiras


Após mais de 24 horas, a água continua chegando escura e barrenta às torneiras das casas em vários bairros de Vitória da Conquista.

O problema passou a ser registrado após uma manobra realizada pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) para fazer a interligação da nova adutora na última terça-feira (15).

Em nota, a Embasa afirmou que a alteração na coloração da água de deve à liberação de partículas incrustadas na tubulação. O problema persiste desde ontem em diversos bairros, dificultando a vida de quem precisa água potável.

Mesmo com a justificativa, quem precisa de água para realizar as atividades diárias está enfrentando transtornos e esperando que o problema seja solucionado o mais rápido possível.

Confira a nota da Embasa na íntegra: 

_16/06/2021_

*Nota de esclarecimento da Embasa*

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) informa que pontos isolados da cidade poderão registrar alteração na coloração da água distribuída após a interrupção do sistema de abastecimento de Vitória da Conquista para interligação de nova adutora ontem (terça, 15), intervenção necessária para o aumento da oferta de água na cidade pelos próximos 20 anos.
O restabelecimento da vazão da adutora após a parada provocou a liberação de materiais incrustados na tubulação, alterando ligeiramente a coloração da água. Como as tubulações estão sujeitas ao acúmulo de materiais oriundos da reação da água com o aço nas suas paredes internas a velocidade da água provocou um atrito com as paredes da tubulação e consequentemente a remoção desta carga inorgânica.
Equipes da Embasa estão atuando em campo, realizando o procedimento padrão de descargas. Em caso de observação de alguma alteração nas características da água distribuída, os moradores devem acionar a Embasa pelo teleatendimento gratuito 0800-0555195, pela Agência Virtual (Aplicativo e Site) ou pelo Whatsapp (71) 99613-2858.
Por fim, a Embasa ressalta que a água fornecida na cidade é submetida a rigoroso controle de qualidade nos laboratórios da empresa e os resultados, que são documentos públicos e à disposição da comunidade, atendem aos parâmetros de potabilidade estabelecidos pela Portaria de Consolidação Nº5/2017 (Anexo XX) do Ministério da Saúde, que determina os índices de cor, turbidez, cloro residual e bacteriológico.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também