Blog do Sena – Vitória da Conquista- Bahia

Artigo:Vitória da Conquista, voltar para o PT? Jamais. Seguir em frente!

Random image

Rafael Nunes

As eleições de 2020 estão se aproximando e com ela as especulações de quem serão os candidatos na disputa pela cadeira do prefeito Municipal. É consenso entre todos que conversam política na cidade de que a gestão do Prefeito Herzem Gusmão é um fiasco. Talvez não a nível administrativo, mas é inequívoco que a popularidade do Prefeito foi ao chão. Dificilmente conseguirá fazer as pazes com a sociedade e com os setores que lhe levaram a vitória em 2016. Destacam-se servidores municipais, taxistas, médicos, chegando até a classe política com nomes como Arlindo Rebouças, Marcelo Melo, José William, Edivaldo Ferreira e outros.

Mas será que refazer um contrato entre o PT e a sociedade é uma boa opção? Nos 20 anos do ciclo petista em Vitória da Conquista não se viu uma movimentação política para que a cidade conquistasse uma nova indústria, explorando o seu potencial de ser capital do sudoeste da Bahia; não se viu uma obra estruturante, no mesmo momento em que o PT governou todas as esferas de poder durante 10 anos (LULA/DILMA, WAGNER/RUI, GUILHERME/ZE RAIMUNDO).

Refrescando ainda a memória da população dos episódios lamentáveis quando foram aplicados R$ 26 milhões na Lagoa das Bateias ou ainda 1 milhão de reais nos chips do fardamento escolar. Lembrando ainda que Waldenor é contra a reforma da Previdência do Governo Bolsonaro mas não protestou na apresentação do Pacote de Maldades do Governo Rui Costa. Zé Raimundo condena a política do Governo Herzem no que tange ao Servidor Público, mas votou SIM quando Rui arrebentou com a carreira dos Servidores do Estado e suas autarquias.
O certo é de que o PT vai pra eleição que se avizinha desunido. Todos sabem que a trinca do PT não se dão. Waldenor que não gosta de Guilherme, que não gosta de Zé Raimundo, que fez pouco por Conquista.
Vitória da Conquista certamente terá oportunidade de seguir em frente. Basta escolher um candidato que tenha convicção democrática, disposição para o trabalho, espírito público e que possa ser uma correia de transmissão dos interesses populares. Um candidato que não esteja compreendido na Milícia de Geddel Vieira Lima e nem tampouco carreguem LULA em seus nomes. Vitória da Conquista pode, merece e terá muito mais.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também