Blog do Sena – Vitória da Conquista- Bahia

Ao defender manifestação a favor de Bolsonaro, vereador Bibia chama esquerda de “pão com mortandela” e diz que PT distribuía “malmitas” para os sem terras

Foto: CMVC

As manifestações a favor e contra o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) realizadas em várias cidades do Brasil, inclusive em Vitória da Conquista,  no Dia da Independência do Brasil, foram o foco da maioria dos discursos durante a sessão ordinária desta quarta-feira (8), na Câmara Municipal de Vereadores. 

Um dos discursos que está repercutindo na cidade é o do vereador Edjaime Rosa Bibia (MDB). Após os pronunciamentos dos colegas que são contrários ao governo Bolsonaro, o edil defendeu as manifestações em apoio ao presidente e disse que o povo que estava nas ruas não era pão com mortadela, fazendo referência aos eleitores da esquerda.

“Foram para a rua defender o país. E aquele povo que estava lá não foram os “pão mortandela” não viu? Aquele povo que estava lá eles sonham um Brasil diferente do que vocês sonham”, disse.

Bibia também falou sobre o dinheiro que teria sido distribuído para que alguns manifestantes em favor de Bolsonaro participassem do ato. Ele justificou afirmando que na época do PT foram gastos dinheiro com a distribuição de marmitas para os sem terras de todos os lugares e em Vitória da Conquista não foi diferente.

“Se for dinheiro que gastou, o PT gastou muito mais dinheiro, todos os sem terra, do mundo inteiro, ele trazia tudo para as praças e aqui em Vitória da Conquista não foi diferente. E as “malmitas” que eram distribuídas, era ali no Central, no fundo da Ceasa. Esse vereador esqueceu? Esse vereador está aqui mentindo? Eram contratados os melhores restaurantes para fornecer “malmitas” para os sem terra daqui de Vitória da Conquista”, disse o vereador.

Foto: CMVC

Já o vereador do PT, Valdemir Dias, afirmou que a manifestação a favor do governo Bolsonaro defende pautas antidemocráticas  e que não representa a maioria dos brasieliros. “ Aquela manifestação foi de uma bolha. Não representa o pensamento da maioria do povo brasileiro. O povo está sofrendo”, afirmou o vereador. 

Foto: CMVC

A vereadora Viane Samapio, do PT, afirmou no seu discurso que defender as pautas como a ditatura militar e ameçar qualquer cidadão, é crime. “Não dá para defender o indefensável! Defendergolpe militar não é liberdade de expressão, é crime. Ameaçar de morte qualquer cidadã ou cidadão também é crime. Essas pessoas que se acham na liberdade de fazer essas falas devem responder legalmente, seja quem for”, disse a vereadora

Foto: CMVC

E o líder do governo Sheila no legislativo, o vereador Chico Estrela (PTC) afirmou que polaridade criada no país só prejudica a democracia. “Devemos entender que precisamos de um povo mais educado, de um povo que tenha verdadeiramente consciência do que é o voto para melhorar, para que não precisamos ir para às ruas fazer esse tipo de cobrança, tanto de um lado quanto de outro. Esta polaridade só prejudica a democracia, não engrandece em nada a nossa nação”, disse.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também