Conquista: Após repercussão negativa, vereadora desiste de projeto que pretendia dar o nome de Herzem Gusmão ao programa Conquista Criança

Conforme divulgado em primeira mão pelo Blog do Sena e reproduzido por outros blogs locais, um projeto de lei da vereadora Lúcia Rocha (MDB) pretendia dar o nome do prefeito Herzem Gusmão ao programa Conquista Criança.

A Escola Municipal Conquista Criança passaria a ser chamada como Centro de Educação Integrada Herzem Gusmão Pereira.

A notícia não foi bem recebida no meio político, especialmente pelos vereadores da bancada de oposição. O programa foi criado em 1997, pelo ex-prefeito Guilherme Menezes (PT), oferecendo um trabalho sociopedagógico baseado na educação para o exercício da cidadania, visando o atendimento às crianças e adolescentes, com idade entre 6 e 18 anos, em situação de risco pessoal e social.

Apesar de sua importância, o programa não recebeu a atenção devida durante a gestão do prefeito Herzem Gusmão (MDB), tornando contraditória a mudança.

Para piorar, educação municipal foi um dos maiores gargalos da gestão do prefeito, que faleceu no dia 18 de março, em decorrência de sequelas do Coronavírus.

A vereadora Márcia Viviane (PT) se manifestou contrariamente ao projeto. “Vitória da Conquista conhece o programa Conquista Criança, sua origem, sua história e, infelizmente, o desmonte promovido recentemente. Um programa premiado nacionalmente e reconhecido até mesmo fora do país. Para quem tem memória curta ou não conheceu, recomendo que assistam essa reportagem do programa Ação, apresentado por Serginho Groisman, sobre esse importante instrumento de transformação social, criado no primeiro ano do governo do Partido dos Trabalhadores (1997), pelo nosso prefeito Guilherme Menezes. Não se faz politicagem com a nossa história!”, afirmou a vereadora.

Após às críticas, Lúcia Rocha recuou da iniciativa e o projeto saiu da pauta de votação da Câmara de Vereadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.