Conquista: Através de indicação, vereador quer transformar estacionamento do Glauber Rocha em Terminal de Ônibus da Zona Rural

Foto; Blog do Sena

Na sessão ordinária da Câmara de Vereadores realizada na última sexta-feira (26), o vereador do PcdoB, Dr. Andreson Ribeiro apresentou a indicação nº 435 de 2021 que visa a criação do Terminal de Ônibus da Zona Rural no estacionamento do Centro Cultural Glauber Rocha. A indicação foi aprovada pelos vereadores da Casa.

De acordo com o vereador, o objetivo é que o espaço do estacionamento seja utilizado como terminal para os ônibus da zona rural de diversos distritos e povoados de Vitória da Conquista, já que a área é subutilizada durante os dias úteis da semana

“Pleiteando junto a prefeita Sheila Lemos e aos secretários de agricultura, de cultura principalmente, que o espaço do estacionamento do Espaço Cultural Glauber Rocha, uma área talvez de cerca de 30 mil metros quadrados, tenha utilidade. E nesse sentindo, a gente pleiteia que aquilo ali se transforme em um Terminal de Ônibus da Zona Rural”, disse Ribeiro.

O vereador destacou que essa mudança poderá trazer mais fluidez para o trânsito no Centro da cidade.“Sabemos que os companheiros e as companheiras que vêm da zona rural, dos vários povoados, dos vários distritos, cada rua do centro da cidade acaba sendo ponto desses ônibus, dessas linhas. Isso acaba acarretando um grande transtorno nas ruas do Centro da cidade. Então, necessita-se organizar essa questão para ser dar fluidez ao trânsito e que também se propicie um maior conforto e segurança para esses usuários do transporte da zona rural”, complementou Ribeiro.

Foto: Blog do Sena

Para o vereador, além de melhorar a fluidez do trânsito no Centro, a criação do terminal de ônibus da zona rural vai ainda ajudar os comerciantes do espaço Cultural Glauber Rocha. Na indicação, ele ressalta a importância de proporcionar medidas que incentivem a visitação e movimentação de pessoas para que os produtos dos comerciantes do local sejam consumidos.

“ Os artesãos, as pessoas que praticam a economia solidária têm ali o seu pequeno box de vendas de artesanato, vendas de alimento, tudo com o viés artesanal e a gente sabe que muitas daquelas pessoas não conseguem vender nem R$5,00 por dia. Porque os colocaram ali e não foi procedido previamente um estudo de viabilidade e a gente precisa humanizar aquele espaço, colocar pessoas ali dentro para consumir”, explicou Dr. Andreson Ribeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.