Conquista: Patrulha Solidária acolhe família em vulnerabilidade social

Na última terça feira, 23, um pedido de ajuda feito por uma idosa de 71 anos, catadora de recicláveis, ecoou e comoveu Vitória da Conquista. 

A avó de 13 netos e 1 bisneto, vive com eles em uma pequena casa de dois quartos no bairro Vila América. A rotina de trabalho da idosa começa logo cedo. Ao acordar, segue com as filhas para recolher reciclagem e, à noite, mesmo cansada, dorme no sofá para ceder a cama para seus netos. 

Neusa Oliveira de Jesus em plena pandemia, realizou sozinha o parto de sua filha, usando como auxilio a lanterna de um celular e uma tesoura. “Com fé”, como ela mesma diz, cortou o cordão umbilical do bebê, e às 3h da madrugada, trouxe seu netinho ao mundo. Tudo isso após ter pedido de socorro negado.

Ao ser acionada, a Patrulha Solidária do Comando de Policiamento da Região Sudoeste cadastrou a família, se uniu à uma grande corrente de amor e, junto à dezenas de pessoas, acolheram a família com muitas cestas básicas, roupas, produtos de higiene, móveis, exames médicos e brinquedos para as crianças.

Dessa união, surgiu o desejo de proporcionar uma vida com mais dignidade para dona Neusa e, por isso, foi lançada a campanha “Construção Solidária” com o objetivo de adicionar cômodos à casa e fazer reparos.

Os animais, que também estavam em vulnerabilidade, receberam da Patrulha Solidária uma casinha com comedouro e bebedouro. O Projeto Quatro Patas também se mobilizou, doou rações e se comprometeu a tratar e castrar os animais.

“A história de dona Neusa é parecida a de muitas familias que, nesta pandemia, tem vivido em extrema vulnerabilidade social. São momentos de grande angústia e, por isso, precisamos estar atentos e sensíveis a este contexto social”, ressaltou o Comandante do CPRSO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.