Polêmica em Conquista: Comerciantes do Mercado de Artesanato reclamam da falta de informações sobre as obras no local

A prefeita Sheila Lemos (Dem) já começa seu mandato em definitivo tendo uma grande polêmica para lidar: a obra de reforma do Mercado de Artesanato, na Praça da Bandeira, em Vitória da Conquista.

Os comerciantes que trabalham no local questionam a falta de informações sobre as intervenções, o local em que eles serão colocados durante as intervenções e também a falta de garantias de que eles retornarão após as obras. A única reunião com representante da Prefeitura foi feita há duas semanas. A promessa é de que seja realizada a mudança do telhado e também do forro.

Em entrevista ao Blog do Sena, o comerciante Luís Carlos, que trabalha com artesiano há anos no local afirma que foram pegos de surpresa. “Eles fizeram uma reunião sem explicação, nos deram um prazo e disseram que vão colocar a gente em um galpão na Rua do Triunfo. Eles não apresentaram um projeto de reforma e não nos deram uma garantia de que vamos voltar, não existe uma documentação de que vamos voltar, nem um prazo”, relatou.

Os dois locais onde os comerciantes seriam realocados são um galpão na Rua do Triunfo, sem ventilação e estrutura, e a parte de cima do Mercado do Bairro Brasil. Além de temerem uma perda comercial nesse período de crise, os comerciantes também se assustam com a possibilidade desses novos locais serem mais propícios para aglomerações, o que favorece a disseminação do Coronavírus.

O vereador Andreson Ribeiro (PCdoB) entrou com um requerimento exigindo que a Prefeitura apresente maiores detalhes da obra e também um plano de desocupação para um local que seja viável comercialmente.

Nossa equipe esteve no local e verificou que as instalações estão precárias. O forro está tomado por infiltrações e existem várias gambiarras na parte elétrica.

O Blog do Sena segue aguardando um posicionamento da Prefeitura acerca do assunto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.