Conquista: Em entrevista, secretário de Mobilidade Urbana diz que “nenhum cidadão vai ficar sem transporte coletivo” e que “serão dois processos de licitação diferentes”

Foto: Blog do Sena

Após a divulgação do Edital de Licitação 002/2021 que tem como objetivo contratar as empresas que vão operar o sistema de transporte coletivo urbano em Vitória da Conquista, várias dúvidas surgiram na população. Principalmente em relação as localidades que serão atendidas por veículos menores, como micro-ônibus e vans.

Para esclarecer o assunto e sanar as dúvidas da população que depende do sistema de transporte coletivo, o Blog do Sena entrevistou nesta quinta-feira (18), o secretario de Mobilidade Urbana, Jackson Yoshiura. De acordo com ele, serão dois processos de licitação diferentes que vão acontecer em paralelo. O primeiro, que já foi divulgado, visa a contração de duas empresas de ônibus grandes. Enquanto o segundo, que ainda será lançado, irá contratar empresas com veículos menores, como micro-ônibus ou vans.

“Eu vou começar dizendo que nenhum bairro, nenhuma localidade, nenhum cidadão, vai ficar sem transporte coletivo. Na verdade, são dois processos que vão correr em paralelo, um com veículos que nós chamamos de veículos maiores, que são os ônibus de 80 lugares, e outra de veículos menores, que podemos chamar de micro-ônibus ou até vans. Então essas licitações, esses processos vão correr em paralelo. Nós teremos um com transporte coletivo normal, outro desses veículos menores e os dois processos eles têm um único objetivo que é atender a população”, explicou o secretário.

No edital divulgado, foi explicado as linhas que existem no município e até uma explanação de quais seriam atendidas pelos veículos menores como as linhas R03 – PRADOSO / CENTRO; R04 – SANTA MARTA / CENTRO;  R11 – CONVEIMA / CENTRO RODOVIÁRIA; R13 – GUARANI / CENTRO; R17 – LAGOA DAS FLORES / CENTRO; R24 – CRUZEIRO / CENTRO; R27 – CAMPO VERDE / CENTRO; R62 – ALTO MARON / CENTRO e R65 – AEROPORTO / CENTRO. No entanto, segundo informou o secretário de Mobilidade Urbana, foi realizado apenas um “demonstrativo” e que neste momento não está sendo licitado as linhas, mas sim o lote de serviço. E ainda disse que a mudança foi realizada após observar o que considera erros nas licitações anteriores.

“O processo foi disparado, ele tem algumas linhas como demonstrativo, mas o que se licita neste momento, não é linhas específicas, é lote de serviço. O município, o que a gente fez agora, foi mudar algumas coisas que nós achávamos que estava errado nas licitações passadas, aonde a gente ficava refém de um contrato com a empresa. Hoje, o contrato é lote de serviço. Então, se a gente achar que deve mudar uma determinada linha, a empresa que entrar agora ela não pode se opor, ela tem que cumprir o que foi determinado pelo município”, disse Yoshiura.

Foto: Blog do Sena

Em relação aos direitos dos passageiros como cartão eletrônico, gratuidade e meia passagem dos estudantes, além da acessibilidade para pessoas com deficiência, Jackson Yoshiura garantiu que todos serão respeitados independentemente do tamanho do veículo.

“A gratuidade será mantida, todos os veículos que estiverem circulando em Vitória da Conquista regularmente, terão os validadores, os estudantes terão meia passagem e as pessoas que têm gratuidade terão garantidas as suas gratuidades em todas as localidades. Inclusive, independente da característica do veículo. Se for um ônibus de 80 lugares, se for um micro-ônibus com vinte e poucos lugares, todos esses veículos terão o validador, terão acessibilidade, terão garantidos todos os seus direitos em qualquer tipo de transporte”, declarou.

Apesar de não ter afirmado o dia que será lançado o segundo edital para a licitação de empresas com veículos menores (micro-ônibus e vans), Jackson Yoshiura declarou que serão em média 80 veículos para a atender algumas localidades de Vitória da Conquista que, segundo ele, tem pouca demanda.

“A expectativa que a gente tem aí é algo entorno de 80 veículos que não são necessariamente vans, podem ser veículos com outras características menores.  Quando eu digo menores é comparando com os ônibus, então podem ser vans, podem ser ônibus menores ou micro-ônibus. Exatamente para se ajustar a demanda de algumas localidades. Então, alguns lugares em Vitória da Conquista, aonde a gente não tem uma demanda para ônibus, aonde um ônibus acaba sendo muito oneroso, e onerando o valor da tarifa, será colocado ônibus menores”, ressaltou o secretário.

Por fim, a respeito da tarifa, o secretário do governo Herzem garantiu, que apesar da própria empresa fazer a avaliação para determinar o valor, não poderá ser superior a R$3,80, como já é cobrado atualmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.