Servidor do gabinete pessoal de Bolsonaro morre de covid-19

O Palácio do Planalto divulgou hoje o registro da primeira morte por covid-19 de um servidor, que, segundo informação do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), fazia parte do gabinete pessoal do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“O servidor nominado era lotado no Gabinete Pessoal do presidente da República e não no GSI”, informou a assessoria de comunicação do GSI à Reuters.

Pouco antes, a Secretaria-Geral da Presidência havia informado em uma nota curta a ocorrência de um óbito por covid entre os servidores do Planalto. “Mas não divulgaremos o nome em respeito à privacidade do servidor e de sua família”, acrescentou.

O presidente Jair Bolsonaro vinha se vangloriando de que, desde o início da pandemia há um ano, nenhum funcionário do Planalto teve um quadro grave de covid-19.

Em declarações públicas, Bolsonaro atribuiu isso ao uso por servidores de cloroquina e outros medicamentos sem eficácia comprovada no tratamento de covid-19.

Segundo o site Antagonista, no início do mês, morreu de covid-19 o 2º sargento do Exército Silvio Kammers, ajudante de ordens do gabinete pessoal de Bolsonaro. O presidente da República, porém, determinou sigilo sobre o caso, de acordo com a publicação.

Uma publicação no Diário Oficial da União de 9 de março confirmou a morte de Kammers, sem informar o motivo.COMUNICAR ERRO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.