Bolsonaro é acusado por ONG de sabotar medidas para combater a Covid-19

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido)  é acusado pela organização internacional Humans Rights Watch (HRW) de tentar sabotar as medidas para conter o contágio do novo coronavírus. A acusação consta no relatório anual sobre os direitos humanos no mundo, divulgado na quarta-feira (13) Além da resposta à pandemia, o documento critica a conduta do Governo Federal no que se refere à preservação ambiental e às liberdades individuais.

O relatório critica a conduta que Bolsonaro teve ao longo de toda a crise sanitária, desde as declarações que minimizavam a doença, chamando-a de “gripezinha”, até a tentativa de impedir os estados de imporem o isolamento social, passando pela troca de seus ministros da Saúde.

Ainda segundo o relatório, governo Bolsonaro também promoveu políticas que contrariam os direitos das mulheres e os direitos das pessoas com deficiência, atacou a mídia independente e organizações da sociedade civil, e enfraqueceu os mecanismos de fiscalização da legislação ambiental”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.