Conquista: Zé Raimundo afirma que ALBA já votou leis necessárias para início da vacinação contra o Coronavírus

Até o momento, ainda não existe uma vacina contra o Coronavírus aprovada no Brasil. Mesmo assim, alguns municípios, entre eles 6 municípios baianos, incluindo a capital Salvador, já assinaram acordos com o Instituto Butantan para adquirir doses da vacina e iniciar o tão esperado processo de imunização de suas populações.

O grande gargalo tem sido a recusa por parte do governo Federal em autorizar a utilização dos imunizantes de forma emergencial. Enquanto a imunização não começa, mais de 200 mil brasileiros já perderam a vida em decorrência de complicações causadas pelo vírus.

Nesta segunda-feira (11), o deputado estadual José Raimundo Fontes (PT) concedeu uma entrevista ao programa Redação Brasil, falando sobre a movimentação na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) para viabilizar o início da vacinação. O parlamentar afirmou que o estado de calamidade pública decretado em todo o Estado Baiano permite que o governador Rui Costa tome decisões a fim de facilitar e acelerar o processo de imunização.

“Como nós estamos em uma situação atípica, nós votamos o estado de calamidade pública, essa ferramenta jurídica permite que o governador Rui Costa possa tomar uma série de medidas para agilizar a burocracia e adquirir os insumos necessários para a vacinação sem licitação. Isso só foi possível por causa do estado de calamidade pública votado pela Assembleia. Nós também estamos mantendo contato com o gabinete do secretário para agilizar todas as medidas necessárias para iniciar a vacinação da nossa população”, afirmou Zé Raimundo.

Rui Costa afirmou que espera que a vacinação comece dentro de 30 dias, uma vez que os insumos já foram aquiridos, faltando apenas a liberação da vacina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.