“O que nós vimos no 2º turno foi um assalto à democracia e um abuso do poder econômico e político”, declara presidente do PT, Isaac Bomfim

Há pouco menos de uma semana, o eleitorado conquistense reelegeu o prefeito Herzem Gusmão (MDB), no segundo turno. O deputado estadual José Raimundo Fontes (PT), que havia saído vitorioso do primeiro turno com mais de 81 mil votos, não conseguiu expandir muito sua votação e acabou sendo derrotado por Herzem, que foi eleito com cerca de 15 mil votos de frente (97 mil no total).

Neste sábado (05), o Blog do Sena entrevistou o presidente do Partido dos Trabalhadores em Vitória da Conquista, Isaac Bomfim. Assim como outras lideranças da legenda, Isaac afirma que o resultado das eleições foi influenciado pela utilização da máquina pública.

“O que a gente viu no segundo turno foi um assalto à democracia pela Prefeitura de Vitória da Conquista, e a gente aguarda a Justiça fazer sua parte e impugnar a chapa do atual prefeito. Foram vários ataques de fake news, mas, principalmente, o abuso do poder político pela Prefeitura, uma Prefeitura que ficou 3 anos e 10 meses sem fazer absolutamente nada, e que, de última hora, no período eleitoral, decidiu que era a hora de colocar a máquina para funcionar em determinados locais, especialmente aqueles locais mais frágeis”, avaliou o presidente.

Isaac disse ainda que, baseado nos relatos que obteve, se não fosse as ações de última hora do prefeito, o prefeito eleito seria Zé Raimundo. O dirigente esclareceu também que o partido não está pedindo recontagem de votos ou afirmando que o processo eleitoral em si foi fraudado, mas que as intervenções de última hora acabaram interferindo no resultado.

Futuro

“O destino do Partido dos Trabalhadores é permanecer na luta, nas trincheiras contra os governos autoritários tanto de Herzem quanto de Bolsonaro. Nós saímos dessas eleições como um dos maiores partidos, se não o maior, da cidade”, declarou.

Sobre a possibilidade de compor uma chapa majoritária futuramente, o presidente se mostrou mais cauteloso e afirmou que esse processo vai envolver muito diálogo. “Nós não construímos nada sozinhos nesse processo de 2020, mas temos muita esperança de que somos uma referência para boa parte da cidade”, disse.

PT na Câmara

O partido conseguiu eleger 4 vereadores, constituindo a maior bancada na Câmara de Vereadores. Ainda assim, é possível que a presidência da Câmara, atualmente ocupada por Luciano Gomes (PCdoB), que pertence a um partido da base aliada do PT, venha a ser ocupada por Luís Carlos Dudé.

Isaac pondera que a eleição para a presidência da Câmara será atípica. “É uma eleição que depende de muita conversa. O PT vai agir enquanto bancada. A gente está conversando enquanto bancada para definir qual a melhor estratégia”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.