Waldenor Pereira pede Justiça contra fraude eleitoral em Vitória da Conquista

O deputado federal Waldenor Pereira (PT) espera que a justiça seja feita e corrija o resultado eleitoral que considerou claramente fraudulento nas eleições do segundo turno em Vitória da Conquista, disputada entre o petista Zé Raimundo e o emedebista Herzem Gusmão.

“Ficamos perplexos e indignados com tantas investidas dos adversários no afã de se manterem no poder a qualquer custo, numa prática fraudulenta com abuso de poder político e econômico e disseminando largamente as criminosas fake news”, disse ao repercutir os recursos do PT acatados pela justiça eleitoral, que decidiu requisitar apuração da Polícia Federal.

Os recursos dos petistas e aliados denunciam crimes eleitorais praticados pelo prefeito e seu grupo político, com apresentação de vídeos, fotografias e vasta documentação,  acusando o prefeito de uso da máquina pública para obras eleitoreiras,  como o  asfaltamento de ruas na véspera da eleição, sem ter sequer um projeto prévio, pagamento antecipado de salários, concessão de gratificações e aumento do valor do tiquete alimentação, entrega de cestas básicas e ameaças a funcionários, empresários e vendedores. Além destas irregularidades, frisa Waldenor, houve utilização indiscriminada de fake news para atacar a candidatura petista com diversas investidas mentirosas sobre religiosidade e atitudes de Zé Raimundo.

Waldenor Pereira frisa que o PT vai completar 41 anos  de fundação e participação dos processos eleitorais sempre pautado na defesa da democracia. “Ganhar ou perder faz parte do jogo democrático. Nessas quatro décadas do partido já ganhamos e perdemos. Todavia o jogo tem de ser realizado em igualdade de condições, de forma limpa e transparente, obedecendo as regras eleitorais. O que vimos aqui foi uma excrescência, um atentado à democracia que precisa ser combatido”, protesta o deputado.

ASCOM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.