Eleições 2020: “A nossa vida continua, os meus valores continuarão os mesmos em defesa da justiça social e da grande maioria da população para conseguir uma sociedade mais justa e igualitária”, disse Zé Raimundo

O atual prefeito Herzem Gusmão (MDB) foi reeleito prefeito de Vitória da Conquista para mais quatro anos de mandato, no segundo  turno das eleições municipais neste domingo (29).

Até às 19h31, Herzem Gusmão tinha 54,71% dos votos, sendo considerado matematicamente reeleito. Foram 92.797 votos no total. O candidato Zé Raimundo  recebeu 45,29% , sendo  76.823 dos  votos). A eleição teve ainda 18,14% de abstenção, 1,26% votos brancos e 3,44% votos nulos.

Após receber o resultado, em entrevista ao Blog do Sena,  Zé Raimundo disse que a “vida continua”: “nós vamos continuar o nosso trabalho com a luta por ideais.  Nunca  sentirá derrotado por nenhum momento. A nossa vida continua, os meus valores continuarão os mesmos em defesa da justiça social e da grande maioria da população para conseguir uma sociedade mais justa e igualitária”.

A diferença de votos neste segundo turno chamou atenção principalmente na zona rural do município. Para Zé Raimundo,  as ações do candidato eleito, durante a campanha do segundo turno, interferiram no resultado. “O que nós percebemos foi uma avalanche de estrutura de última hora, máquinas, pessoas estranhas inclusive, andando nos povoados. Eu não posso dizer exatamente o que essas pessoas estavam fazendo lá, mas recebemos muitas denúncias além das obras de última hora eleitoreiras, exatamente para poder impressionar e sobretudo  o medo”, ressaltou o candidato do PT.

Durante a campanha do segundo turno, o PT e a coligação A Conquista do futuro, registraram denúncias a respeito de fake News e da utilização da máquina pública. Questionado sobre a possibilidade de registrar novas denúncias, Zé Raimundo declarou que  “agora só muda a categoria jurídica. Enquanto está na campanha, você tenta barrar e impedir, como os atos foram praticados, agora a gente vai entrar evidentemente com o mesmo fato, o mesmo conteúdo, agora com só mudando a figura jurídica, que seria impugnar a  diplomação. Nossos advogados mudaram os institutos jurídicos necessários para a gente restaurar a verdade democrática que foi violentada em Vitória da conquista”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.