Eleições 2020: PL vira alvo de disputa entre PT e Grupo Independente em Vitória da Conquista

O Partido Liberal (PL), antigo partido do presidente da Câmara de Vereadores, Luciano Gomes, que se filiou ao PCdoB, está sendo alvo de uma disputa de coligações: de um lado o presidente municipal da sigla, Leonardo Gomes, irmão do vereador Luciano Gomes, declarou apoio à candidatura de Zé Raimundo (PT), de outro, o candidato do grupo independente, Romilson Filho, registrou o partido como pertencente à sua coligação.

Com o apoio do deputado federal João Bacelar e de dirigentes locais, o PL declarou apoio ao PT do candidato a prefeito Zé Raimundo. Contudo, no registro de candidatura de Romilson Filho (PP), que compõe o grupo independente, consta no PL como pertencente à coligação.

De acordo com as informações recebidas pelo Blog do Sena, o candidato a prefeito do PP Romilson Filho colocou uma ata que a direção do PL não reconhece. Assim, a situação se tornou um imbróglio para os 3 partidos.

Na manhã desta sexta-feira (25), Romilson e o presidente do PT, Isaac Bonfim, tiveram um encontro para tentar solucionar a questão sem maiores problemas. No entanto, tudo indica que o imbróglio deve se arrastar até a próxima semana.

A coligação do PT “A Conquista do Futuro” reúne PCdoB, PSB, PDT e também o PL. Já o grupo independente reúne o PP, PL, PTC, PROS, SOLIDARIEDADE e o CIDADANIA.

Quanto maior a quantidade de partidos de uma coligação, maior o tempo de televisão que os candidatos terão. O PL de forma específica agrega pouco mais de 36 segundos.

Em Vitória da Conquista, o PL tem 26 candidatos a vereador. No dia 15 desse mês, quando foi realizada a convenção do PL, a sigla declarou oficialmente apoio à chapa petista, seguindo as orientações de João Bacelar. Assim, o resultado do problema tende a ser favorável à coligação do PT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.