“Prefeito, nós somos trabalhadores, não somos criminosos”, diz vanzeiro que teve van apreendida por estar fazendo transporte clandestino

O atual prefeito Herzem Gusmão (MDB) se elegeu com a promessa de regularizar os transporte alternativo em Vitória da Conquista. No entanto, o que os vanzeiros têm enfrentado transtornos e mais transtornos durante a gestão mdebista e a tão esperada legalização parece estar cada vez mais distante.

A porta do Distrito Integrado de Segurança Pública (DISEP) foi o local de mais um protesto desses trabalhadores, que tiveram seus veículos apreendidos durante uma blitz do Simtrans. A blitz foi voltado para o povoado da Limeira, com o objetivo de combater o transporte clandestino de passageiros que vem sendo feito por vanzeiros que atuam no transporte da zona rural.

O Blog do Sena entrevistou dois vanzeiros que estavam protestando no local. Eles afirma que já tentaram um alvará junto à administração municipal para operar legalmente, mas a emissão do documento nunca ocorreu. Na ilegalidade, um dos trabalhadores já teve o veículo apreendido pela segunda vez em menos de uma semana.

Ramon Oliveira foi um dos trabalhadores conduzido para o Disep para assinar o Termo Circunstanciado de Ocorrência. Em entrevista à nossa equipe, ele disse que os vanzeiros estão sofrendo uma perseguição por parte de uma empresa de ônibus que opera na localidade e se mostrou revoltado com a situação.

“Nós já temos mais de 10 anos rodando na Limeira. Outras pessoas conseguiram o alvará, mas nós não conseguimos. Governantes, olhem para nós, nós somos trabalhadores, não somos criminosos”, afirmou indignado.

Confira a entrevista na íntegra:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.