Conquistenses enfrentam transtornos ao tentar retirar encomendas nos Correios

Os trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) decidiram permanecer em greve após os seus representantes sindicais não chegarem a um acordo com a companhia durante audiência de conciliação promovida pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) na última sexta-feira, 17. Agora, caberá à Seção Especializada em Dissídios Coletivos (SDC) julgar, no próximo dia 21, o processo de dissídio coletivo em que a ECT pede a declaração da abusividade da greve.

Os funcionários suspenderam o atendimento regular dos seus serviços desde o dia 18 de agosto. Em Vitória da Conquista, a retirada das encomendas está sendo feita no depósito da Avenida Juracy Magalhães, que está funcionando em horário reduzido. Mas só podem fazer retiradas aqueles que recebem comunicado dos Correios.

A situação tem gerado transtornos. Devido à restrição dos horários de atendimento, tem se formado grandes filas de acesso e aglomerações na parte interna do depósito, o que desrespeita as regras de enfrentamento à covid-19. Usuários do serviço cobram mais planejamento e organização da gerência da ECT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.