Servidores da saúde realizam protesto em frente à Prefeitura de Conquista

Servidores dos Postos de Saúde da Família (PSF) estão reunidos em frente à Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista com cartazes e cruzes a favor do adicional de insalubridade de 40% sobre o salário-base da categoria, concedido pelo prefeito Herzem Gusmão somente aos trabalhadores do SAMU e do Centro de Atenção à Covid-19. A manifestação é silenciosa e os trabalhadores mantém cerca de dois metros de distância entre si. Além disso, também estão sendo realizadas homenagens aos mortos pelo novo coronavírus.

Em entrevista concedida ao Blog do Sena, uma das manifestantes afirmou que o ato é simbólico e que o grupo não quer que ele seja intitulado de protesto ou paralisação, já que todos os serviços que são oferecidos nas unidades de saúde continuam funcionando integralmente. “Nós estamos atendendo pacientes positivos de covid-19 a todo momento e o nosso risco, por vezes, é até maior do que no Centro de Atenção, que atende pacientes referenciados. Então, o nosso intuito hoje é chamar a atenção da Secretaria de Saúde e da Prefeitura para o nosso direito”, disse.

Ainda de acordo com a servidora, existem hoje 332 profissionais de saúde de Conquista infectados pelo coronavírus. Ela destacou ainda que muitos dos funcionários dos Postos de Saúde estão afastados por conta dos riscos aos quais estão expostos, “que é muito maior”, ressaltou. A categoria espera que a Prefeitura revise o decreto 20.400 e inclua o pagamento do teto máximo do adicional de insalubridade também para os servidores da atenção básica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.