Conquista: Após ser impedido de trabalhar por causa da alterações na Avenida Lauro de Freitas, dentista faz plantão na porta da Secretaria de Mobilidade Urbana

A reforma do terminal de ônibus da Avenida Lauro de Freitas continua provocando transtornos para quem precisa trabalhar no local. Com a mudança feita nesta sexta-feira (05) que suspendeu totalmente a circulação de veículos na avenida, os motoristas precisam fazer um desvio e fazer o percurso pela Rua Joaquim Nabuco.

O dentista Jacy Buarque Wanderley de Gusmao teve uma surpresa ainda mais desagradável: ele trabalha em uma clínica odontológica localizada na Avenida Lauro de Freitas e deixa o carro em um estacionamento que fica no mesmo local. Os agentes do Simtrans informaram a Jacy que ele precisaria de uma autorização por escrito da Secretaria de Mobilidade Urbana para poder acessar o estacionamento.

Com o intuito de solucionar o problema, o dentista foi até à Secretaria para pegar a autorização, mas para sua surpresa, não havia ninguém no local encarregado para emitir essa autorização. Assim, ele resolveu esperar no local. Ao Blog do Sena, ele relatou que perdeu um dia de trabalho e ficou impossibilitado de atender vários pacientes.

“O secretário não se encontra e não querem me dar essa autorização. Eu tenho que enfrentar toda uma burocracia: tenho que deixar uma pedido por escrito que será avaliada e, depois, o secretário vai avaliar se me dá ou não a autorização. Eu estou encontrando além da burocracia, falta de boa vontade e não tem ninguém capacitado para resolver o problema”, afirmou.

O dentista disse ainda que a reforma do terminal de ônibus tem sido um motivo de transtorno para quem trabalha no local. Ele disse que o movimento da clínica onde trabalha e também das lojas da Avenida Lauro de Freitas caiu consideravelmente. As obras podem durar um ano e meio.

Confira a entrevista na íntegra:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.