Grupo brasileiro divulga dados pessoais de Bolsonaro, familiares e apoiadores do presidente: ‘envolvido com milícia, assassinato’

Informações do presidente Jair Bolsonaro, de dois dos seus filhos, ministros e apoiadores do governo foram divulgados na noite desta segunda-feira (1) por um perfil brasileiro chamado Anonymous. Os documentos foram postados no Pastebin e, segundo o grupo responsável, o vazamento será sistemático.

Foram disponibilizadas informações pessoais de Bolsonaro, Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ), Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), Douglas Garcia (deputado estadual de São Paulo pelo PSC), Abraham Weintraub (ministro da Educação), Daniela Weintraub (esposa do ministro Abraham Weintraub), Damares Alves (ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) e Luciano Hang (cofundador da Havan).

Os documentos trazem dados como números de celulares, endereços físicos, bens declarados, participação em empresas, score do Cadastro de Pessoa Física (CPF), endereços de e-mail e dívidas registradas.

“Presidente do Brasil @jairbolsonaro envolvido com milícia, assassinato, propagação de Fake News em grande escala e acusado internacionalmente por tráfico de crianças. Vazamos os dados”, publicou o Anonymous brasileiro. No entanto, poucas horas depois a página foi tirada do ar no Twitter e os documentos ficaram indisponíveis.

O deputado bolsonarista Douglas Garcia denunciou o vazamento através de seus perfis na internet. “Anonymous Brasil, de forma criminosa, acaba de divulgar todos os meus dados nas redes sociais. Para que colocar os meus familiares em risco? Para que divulgar o endereço de minha casa? Os lugares em que trabalhei? Estou indo agora mesmo na delegacia fazer um boletim de ocorrência”, escreveu Garcia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.