Mesmo treinamento prévio, guardas municipais de Conquista devem iniciar atividades nesta segunda (01)

Segundo informações, os guardas municipais (antes agentes patrimoniais) de Vitória da Conquista, atuarão, a partir desta segunda-feira(01), na fiscalização da reabertura do comércio. A convocação dos servidores à atividade gerou revolta entre a categoria, pois apesar da criação da Guarda Municipal, os antigos agentes patrimoniais ainda não receberam nenhum tipo de formação ou curso de qualificação para a nova função.

Em contato com o Blog do Sena, um agente patrimonial, que preferiu não se identificar, relatou foi realizado apenas exames de sangue e psicoteste. E chamou também ao fato do resultado das avaliações psicológicas ainda não ter sido divulgado.

O tema foi destaque também no Programa Redação Brasil, na manhã de hoje. O radialista Deusdete Dias frisou que a criação da Guarda foi importante, mas precisa ser feita com responsabilidade e critério. “Não dá pra de forma irresponsável armar uma pessoa sem o treinamento devido e colocar na rua”, frisou. Já o Gordo Repórter informou que recebeu cerca de trinta telefonemas de agentes patrimoniais revoltados com a situação. “É um tapa de luva na cara de uma categoria que sonhou, que estava na expectativa, e hoje estão sendo frustados com uma cena dessa”, disse.

R$ 50 mil ao mês – Recentemente, foi alvo de denúncias na Câmara Municipal, os altos salários pagos a cargos comissionados da Guarda Municipal, sem que a Guarda estivesse funcionando. Foram criados sete cargos, totalizando uma despesa mensal aos cofres públicos de R$ 50 mil.

A avaliação psicológica dos servidores também custou cerca de R$ 50 mil. A contração da empresa para o serviço foi realizada sem licitação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.